PARA ENGRAVIDAR É NECESSÁRIO AUMENTAR O CONSUMO DE ANTIOXIDANTES!



O processo de gravidez é um processo que envolve uma série de fatores. Há inúmeras mudanças no corpo da mulher para fornecer condições favoráveis ao crescimento do feto. Uma destas alterações é o aumento das demandas energéticas por conta de uma aceleração do metabolismo a fim de fornecer nutrientes para a formação do bebê. Por conta disso, algumas modificações na alimentação da mãe, especialmente, podem ser necessárias, como o aumento da ingestão de certos nutrientes como vitaminas, minerais e compostos bioativos.


Alguns destes nutrientes podem ser fundamentais para a boa formação do feto, como é o caso do ácido fólico, por exemplo. Em contrapartida, a privação de determinados nutrientes pode colaborar para a má formação e mau desenvolvimento da criança.


Neste sentido, muitos estudos vêm demonstrando a importância do consumo de antioxidantes nesta fase. Os antioxidantes são fitoquímicos encontrados em alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes e verduras e que atuam no processo de combate aos radicais livres. Desta forma, estas substâncias podem agir em diversos mecanismos na prevenção de comorbidades relacionadas ao envelhecimento precoce e outras doenças, como as doenças neurodegenerativas e inflamatórias, hipertensão, diabetes e câncer. Além disso, protegendo as células destes radicais livres, podem aumentar a imunidade, os níveis de HDL (colesterol bom), diminuir a peroxidação lipídica (espécie de degradação das membranas celulares pelos radicais livres), danos causados ao DNA, inflamação cutânea, queda do sistema imunológico.


Existem diversos alimentos que contemplam esta classe. Alguns deles são: frutas cítricas, alho, cebola, gengibre e brócolis. Outrossim, alguns chás podem conter catequinas e polifenóis, substâncias que contém essas propriedades e podem ser encontradas em chás, como os chás verde, preto e da Índia.


Um componente interessante que pertence a esta classe de substâncias antioxidantes é o resveratrol, que pode ser encontrado em frutas e no vinho tinto. Suas propriedades incluem efeito antioxidante, antitumoral e efeito neuroprotetor, além de inibir a proliferação de células cancerígenas por induzir a morte destas.


As isoflavonas podem ser encontradas em leguminosas e possuem propriedades antioxidantes, estrogênicas, antifúngicas e possuem papel importante na inibição de tumores e doenças crônicas. Alguns estudos demonstram que a isoflavona da soja, especificamente a genisteína possui efeito anti-cancerígeno, atuando inibindo as enzimas envolvidas no processo da carcinogênese.


Isotiocianatos são antioxidantes presentes em crucíferas, como por exemplo couve, brócolis, couve-flor, couve de bruxelas, repolho e rúcula. Estudos mostraram que os isotiocianatos possuem a capacidade de induzir a morte de células cancerígenas.


O licopeno é encontrado no tomate e em seus derivados, como polpa de tomate e molho de tomate, além de estar presente em vegetais de cor vermelha como a melancia e a goiaba. É um potente antioxidante, muito eficaz na redução da lesão oxidativa no DNA, ademais, é capaz de modular a expressão de genes e atuar também induzindo a morte de células cancerígenas.


A curcumina é um fitoquímico obtido do açafrão. Estudos mostram que é eficaz no tratamento de doenças inflamatórias. Além disso, possui efeitos antigênicos, antioxidantes, impede a propagação e invasão de células tumorais, tem propriedade terapêutica para doenças crônicas como esclerose múltipla, é antiparasitária, antibacteriana, anti-inflamatória e antitrombótica (inibe a agregação plaquetária). Por fim, a cúrcuma tem impacto positivo na regressão de doenças cardíacas.


Deste modo, especialmente antes e durante a gravidez é importante ter uma alimentação variada e equilibrada, montando pratos coloridos e saudáveis, assim, haverá uma maior abrangência de todos estes componentes benéficos para a saúde da mãe e de seu filho.


Referências

MAGALDI, Karla Oliveira. Programação metabólica: Efeitos desde e a formação do embrião até o segundo ano de vida. Rio de Janeiro, 2017, 37 p. Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Nutrição, Centro Universitário IBMR/Laureate International Universities.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo