Envelhecimento ovariano – como a nutrição pode te ajudar?

O envelhecimento ovariano trata-se do período de diminuição do potencial reprodutivo, por uma depleção acelerada do pool folicular, enquanto há o aumento da expressão de espécies reativas de oxigênio (ROS). Na maioria das vezes, tal evento faz parte de uma mudança fisiológica e metabólica esperada, mas já têm sido apontados quadros clínicos precoces. Desse modo, a partir da mudança de hábitos, a Nutrição tem papel essencial nesse cenário combinado de genética e ambiente – o que denominamos epigenética.


Ao longo dos anos, há o encurtamento dos telômeros dos cromossomos nas células germinativas, que é consequência das alterações ambientais causadas pelo climatério, onde as gonadotrofinas possuem menores concentrações. Nesse ambiente desfavorável à proliferação celular ovariana, há o alcance do limite de Hayflick, que acarreta uma disfunção mitocondrial e aumenta o aparecimento dos sinais de envelhecimento. É importante ressaltar que um organismo com essas condições genéticas apresenta maior predisposição à inflamação e ao estresse oxidativo, o que pode propiciar atresia ovariana e apoptose celular.


As ROS são protagonistas da modulação em um ambiente de alto estresse oxidativo, causando danos celulares e depleção das enzimas antioxidantes, como o que ocorre na telomerase, por exemplo. Portanto, de acordo com estudos, para a intervenção na conduta nutricional é crucial abranger a promoção de uma dieta rica em antioxidantes (coenzima Q10, n-acetilcisteína, carotenóides, zinco, magnésio, folato, vitamina B12 e vitamina C) e diminuição da exposição a xenobióticos (agrotóxicos e derivados plásticos) – os quais intervém no estresse oxidativo nas moléculas bioativas, principal alvo para atenuar os sinais de envelhecimento.


Coenzima Q 10

A coenzima Q10 é uma substância natural em nosso corpo e existe em quase todas as células humanas. CoQ10 desempenha um papel vital na capacidade das células de produzir ATP. Seu uso pode substituir a transferência citoplasmática, que é um processo de transferência do citoplasma dos óvulos de mulheres jovens (que possuem uma quantidade maior de mitocôndrias) para mulheres mais velhas para compensar a perda de fertilidade. Um artigo recente mostra que, além de tomar os suplementos dietéticos ricos em coenzima Q10 também podem melhorar a função mitocondrial, a produção de energia, a maturação do ovo e melhor formação do embrião, há maior chance de implantação.


Fontes alimentícias de Q10
Fontes alimentícias de Q10

As principais fontes de vitamina Q10 são principalmente alimentos de origem animal, como carnes, aves, peixes (sardinha, cavalinha, arenque). Assim como os óleos vegetais como óleo de soja, canola, girassol, e oleaginosas.



Fórmula química da Coenzima Q10
Fórmula química da Coenzima Q10

Vitamina D

A vitamina D é produzida quando a pele é exposta ao sol, o que pode ajudar a retardar o processo de envelhecimento das células e tecidos. Um estudo realizado na King’s College London avaliou 2.160 mulheres com idade entre 18 e 79 anos e verificou as concentrações de vitamina D no sangue e comparou esses dados com o comprimento dos telômeros - são sequências repetitivas de DNA existentes nas extremidades dos cromossomos humanos.


Foi observado que as pessoas com níveis mais altos de vitamina D no corpo são mais propensas a ter telômeros mais longos em suas células. O envelhecimento natural do ovário pode ser explicado de duas maneiras: função genética e mitocondrial e redução do número. Porém, principalmente nos tempos modernos, existem outros fatores que exercem importante influência no processo de envelhecimento precoce dos ovários. Hoje em dia, cada vez mais mulheres enfrentam alta pressão de trabalho e barreiras psicológicas. Eles se sentem cansados ​​e nervosos todos os dias. Eles fumam, dormem mal, bebem mais, alguns até usam drogas ilegais e alguns se exercitam excessivamente, se estressam e têm hábitos alimentares inadequados.


Esses problemas podem causar envelhecimento prematuro dos ovários e levar à síndrome da menopausa prematura. De acordo com uma pesquisa, 27% das mulheres na casa dos 30 anos podem apresentar sintomas da menopausa. O envelhecimento prematuro dos ovários pode ser uma causa do envelhecimento prematuro do corpo feminino.


Muitas pessoas pensam que nenhuma menstruação é melhor. Eles não entendem que isso é um problema, então não lidam com isso. Como resultado, eles só percebem o problema do envelhecimento prematuro quando são incapazes de conceber. A fertilidade masculina também diminuiu, mas em menor grau. Acredita-se que a vitamina D pode aumentar a atividade da telomerase.


Uma das mais importantes fontes de vitamina D é a exposição ao sol, sua síntese acontece pela ação dos raios ultravioletas na pele, é um processo rápido assim que os raios ultravioleta B entram em contado com a pele ele é absorvido, depois são transportados para os rins e fígado, local onde ocorre a transformação em vitamina D e posteriormente absorção. Porém, ficar em exposição a ele não é a única forma de obtê-la. Fontes alimentares de vitamina D são óleos de fígado de peixe, sardinha, cavalinha, salmão, aveia, gema de ovo e produtos enriquecidos com a mesma.


Caso seja necessário é possível fazer uma suplementação da vitamina D, falar da dose nutricional de suplementação (oral ou injetável) . Recomenda-se valores entre 1.000 UI a 50.000 UI, mas a dose pode variar dependendo da idade, objetivo da suplementação e dos níveis de vitamina D que forem identificados nos exames laboratoriais.


Fontes alimentícias de Vitamina D
Fontes alimentícias de Vitamina D

Suplemento oral de Vitamina D
Suplemento oral de Vitamina D

Referências:


INSTITUTO PAULISTA DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. Envelhecimento dos ovários pode ser prevenido.. Disponível em: <https://ipgo.com.br/envelhecimento-dos-ovarios/>. Acesso em: 10 jun. 2021.


ÁVILA, Adriana. Nutriente solar: Entenda o processo natural da síntese de vitamina D. Cuidados Pela Vida. 16 maio de 2019. Disponível em: <https://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/suplementos/sintese-de-vitamina-d>. Acesso em: 28 jul. 2021.


DELBONI AURIEMO. Entenda o que são e para que servem os Telômeros. Disponível em: <https://delboniauriemo.com.br/saude/entenda-o-que-sao-e-para-que-servem-os-telomeros>. Acesso em: 28 jul. 2021.


ZANIN, Tatiana. Quando tomar suplemento de vitamina D. Tua Saúde. abr. 2021. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/vitamina-d/>. Acesso em: 29 jul. 2021.


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo